Total de visualizações de página

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

a paz da tarde










Esse enquadramento pode evocar uma reflexão sobre o momento que estou vivendo.

Primeiro tirei a foto, sem esperança de que tivesse êxito, já que meu quarto estava meio escuro. Quando surgiu a imagem eu decidi que merecia um texto. Um pequeno texto. Só para dizer que a mesma janela pode ser objeto de contemplação de alguém que passa por momentos difíceis (doença, por exemplo) ou apenas um refúgio para repouso merecido depois de uma manhã cheia de movimento. 

Agradeço por ter passado pelas duas situações e ter aprendido muito com a primeira e um pouco com a segunda.

Percebo agora que nunca agradeço o suficiente.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

OS ENIGMAS DO SUPREMO

Resultado de imagem para stand by



Devo explicar que embora na 1a. ou 3a. pessoa, o que se segue aconteceu comigo.

Em momentos difíceis, quando precisamos de um apoio para reunir forças e superar mais uma etapa, chegamos a fazer um trato com o Ser Supremo, pedindo por uma graça e oferecendo algo como pagamento por esse favor divino, mesmo sem saber se seremos atendidos. É um pedido feito com fé, mas que não garante que seja aceito pelo Criador.

Depois de algum tempo, pouco tempo, para dizer a verdade, vejo que começo a receber sinais de que meu pedido teria sido aceito, pois o que ofereci em troca apareceu como oportunidade de cumprir o que prometi.

Por algum tempo as oportunidades de me por a prova continuaram, e eu agradeci por isso.

Mas surgiu um fato inesperado no meio do caminho. É como se fosse um acidente de percurso, onde a chance que eu teria de continuar com minha doação fosse interrompida pela outra parte. Aconteceu que algo muito razoável entrou em cena e interferiu naquele processo. Usei o bom senso e percebi que até os caminhos do Supremo podem ser enigmáticos e às vezes serem usados como teste para nossa pretensa vontade de ser atendido.

Precisamos então, dar um passo atrás, ou melhor, fazer uma pausa, deixar o assunto em stand by e observar muito. Observar profundamente os recados que estão chegando. Não negar nada, não forçar nada, refletir muito para que o ego não interfira.

Ainda estou nesse processo. O tempo me dirá o que fazer, ou o que não fazer.